Festival de Besteiras Ateístas

Uma crítica à desonestidade de certas pessoas.

A Bíblia veio do politeísmo da suméria?

Antes, assista ao vídeo sem ter vontade de enfiar uma faca no próprio olho. Volto logo em seguida:

Hauhueheuhaeueahueheuheuaehaueahu…..

Bom… deixando as lágrimas de risos de lado, vamos ver o que o vídeo tem a nos oferecer:

O nosso querido ateuinforma, chamado Pedro, alega ter encontrado várias semelhanças da Bíblia com outros mitos/religiões, e ele já nos fez o favor de postar as devidas fontes, e devolverei o favor refutando-as (e ao vídeo também):

http://g1.globo.com/Noticias/0,,MUL592805-9982,00-DEUS+BIBLICO+PODE+TER+TIDO+UMA+ESPOSA+AFIRMAM+PESQUISADORES.html

http://pt.wikipedia.org/wiki/Enuma_elish

http://www.ancienttexts.org/library/mesopotamian/gilgamesh/

http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/diaadia/diadia/arquivos/File/conteudo/sugestao_leitura/filosofia/texto_pdf/hesiodo_teogonia.pdf

Wikipédia? Globo? Uma semana INTEIRINHA estudando sobre o assunto? Qualquer pontada de desconfiança é mera choradeira de vocês…

Primeiramente, a notícia da globo é de cunho tão desconfiável que o autor se deu ao capricho de adicionar a palavra “pode” antes da afirmação do título. Realmente, não vi nenhum argumento ali que prova que os israelitas adoravam a tal da Asherah, e mesmo se adorassem, isso provavelmente não era da alegria do Deus Javé, o que explica o por quê da deusa ser tão demonizada na Bíblia. Enfim, a notícia é tão especulativa e a disparidade de opiniões entre os pesquisadores é tamanha que a notícia nem merece atenção.

Mais à frente, o ateuinforma menciona a semelhança entre um tal de poema da criação, de Enuma Elish, e o Gênesis. Algo que chega até a ser engraçado. O contorcionismo lógico é tanto que o próprio autor faz uma pequena pausa antes de recomeçar a leitura do Gênesis, e para disfarçar, ele apontou um erro de concordância no trecho do Gênesis, o que é inútil no final das contas, porque o objeto de discussão é outro. E então ele começa a apontar semelhanças: sejamos sinceros, a menos que você tenha muita criatividade, a semelhança entre os dois textos é mínima, e mesmo que houvessem semelhanças significativas, ainda seria necessário provar que os hebreus copiaram o texto, coisa que o Sr. Pedro acidentalmente se esquece.

Além disto, pra provar o contorcionismo lógico que é feito, ele apontou uma semelhança entre a primeira metade do poema de Enuma Elish e  uma parte do primeiro capítulo do Gênesis, e depois a outra outra metade do poema foi associada a outra parte do SEGUNDO capítulo do Gênesis. A tentativa de apontar semelhanças é tão chula que me dá vontade de parar por aqui e descartar o resto do vídeo como inválido, mas como já me comprometi a refutar tudo, sigamos em frente com esse show de fraudes.

Dispensando as baboseiras ditas depois dessa escorregada feia do poema de Enuma Elish, vamos à segunda sessão de humor: a epopéia de Gilgamesh.

Foi aí que eu quase chorei de rir. A picaretagem é tanta que não há outro modo de reagir a ela senão ridicularizando-a ao máximo. Em suma, toda a argumentação baseia-se unicamente nos textos da epopéia, ou seja, sem provas externas de que os hebreus tenham plagiado o conto e adaptado ele à Bíblia (alerta de fraudes a caminho). Vale lembrar também, novamente, que a epopéia possuí algumas semelhanças com uma parte do Gênesis, o que só contribui para tornar a argumenteção do Sr.Pedro ainda mais duvidosa.

É extremamente importante notar também que praticamente todas as religiões possuem elementos em comum, e que estes elementos não representam plágio. Por exemplo, na China, existe o mito da grande inundação (dilúvio), resolvida por Da Yu, o grande, que construiu barragens para impedir que as grandes águas demolissem as cidades.  Os tupis também tem um relato do dilúvio, assim como várias outras religiões e mitos. Isso levou muitos pesquisadores a pensarem que houve, realmente, um evento cataclísmico mundial que provocou o dilúvio em várias partes do mundo. O mesmo acontece com aquela história de criar o homem a partir do barro e também acontece com a famosa regra de ouro, que consiste em não fazer aos outros o que você não quer que façam a você. Também existem inúmeras teorias da criação, cada uma vinda de um mito/religião diferente. Eu poderia ficar aqui citando várias outras semelhanças entre as religiões, mas vocês já entenderam aonde eu queria chegar. É simplesmente impossível que todas as religiões tenham cometido plágio.

Então, mesmo que a semelhança seja tão grande assim entre a epopéia de Gilgamesh e o Gênesis (o que nem chega a ser o caso), dizer que ocorreu um plágio sem uma demonstração clara disto é simplesmente cometer petição de princípio.

Esclarecida essa parte, vamos apontar os erros de comparação mais grotescos:

A comparação entre o pecado original e a sedução de Enkidu pelas prostitutas foi, sem dúvidas, a mais desonesta. Na epopéia, Enkidu conheceu uma mulher e teve relações sexuais com ela, perdendo sua inocência. Na Bíblia, a história foi monstruosamente diferente, pois Eva mordeu o fruto proibido e depois deu-o ao Adão, movida pela tentação de obter imortalidade e chegar ao nível de uma divindade (“Sereis como deuses.”). Não houve relação sexual no Gênesis e não houve tentação na epopéia (isso sem contar que na origem de Enkidu, já existiam outras civilizações), e a partir daí, as semelhanças com o Gênesis da Bíblia começam a ficar ainda mais vagas. Os caminhos da epopéia e do Gênesis dividem-se depois disto, pois não houve castigo aparente à Enkidu, e a epopéia é centralizada principalmente na busca do sentido pela vida perante as faces da morte, coisa que não é nenhum pouco associada ao Gênesis.

Mas, como você deve ter percebido, essas partes da epopéia não foram apresentadas detalhadamente no vídeo quando ele começa a falar da epopéia de Gilgamesh, o qual apresenta como primeira semelhança notável os seguintes textos:

“Nenhum mortal pode chegar ao alto do monte, a sede dos deuses, pois ninguém viu a face dos deuses, pois quem viu a face dos deuses deve morrer”

“Não poderás ver minha face, pois homem nenhum pode ver minha face.” (Êx 33:20)

Temos aqui um caso de analfabetismo funcional: eu sinceramente não sei como ele conseguiu fazer qualquer ligação entre um texto e o outro. O da bíblia refere-se ao atributo da imaterialidade de Deus, e sendo assim, homem algum poderia ver a face de Deus. Já o da epopéia não parece dar suporte a esse atributo, apenas afirmando que quem vê a face dos deuses deve ser morto, e não explicitando que os homens não são capazes de ver a face dos deuses. Em frente:

Vejamos: algumas menções ao barro, ao pó, à morte, e à arvore da vida. Enfim, um truque foi detectado: ele sempre compara partes de um texto com partes do outro, mas ele evita comparar os dois textos em sua totalidade. Isso quer dizer que coisas extremamente importantes como o contexto serão simplesmente ignoradas. Além do mais, como dito antes, o argumento carece de provas quanto ao plágio. Após isto ele faz menções ao dilúvio… já estou começando a ficar cansado dessa mesma conversinha.

Então Gilgamesh encontra a planta da vida, uma cobra a devora, ele volta pra casa e morre… (bocejos). Bom, até aqui já deu pra perceber o contorcionismo lógico necessário pra acreditar que a epopéia de Gilgamesh foi plagiada pelos hebreus, algo que necessita de muitas provas para preencher suas lacunas. Provas essas as quais, até esse ponto do vídeo, não foram apresentadas, e que agora o cara simplesmente diz que fez a maior descoberta da vida, comentando então, a nossa próxima e última fonte: a teogonia do hesíodo.

Antes de comentar sobre a teogonia, ele faz pequena menção à escrita hebraica, especificamente à palavra elohim, que significaria “Deuses ou Majestades” (NOTA: ele diz que a ideia da santíssima trindade veio depois, mas isso é completamente irrelevante, pois se esse conceito for verdadeiro, isso quer dizer que a santíssima trindade sempre existiu… mais um fail do Sr.Pedro). Com uma pequena pesquisa, eu também encontrei que elohim, pode significar “Deus criador”/”Deus criador de todas as coisas”. Poderíamos conviver com esse problema, mas fiz isto apenas para equilibrar os lados. Aliás, eu desisto de comentar sobre a teogonia. É a mesma repetição de fraudes, e, como sempre, sem provas externas.

Após o término do vídeo, conclui-se que o nosso amigo Pedro (ateuinforma) é um ótimo contorcionista da lógica, um desonesto e um fraudador. Se eu mesmo quiser eu posso pegar muitos outros mitos da criação de outras religiões e dizer que são iguais ao Gênesis, e isto não configurará o plágio. Isso tudo pelo simples fato de haver tantos mitos da criação que é impossível que todos eles sejam fundamentalmente diferentes. É claro que no final das contas um vai acabar se assemelhando a outro, mas isto não vai querer dizer que um mito é cópia do outro.

Em última instância, ele ainda teve a cara-de-pau de generalizar e dizer que a Bíblia (subentende-se: inteira) veio do politeísmo da suméria, coisa que não é verdade. Ele centralizou toda a sua argumentação apenas em partes do livro do Gênesis, então se alguma coisa fosse se originar do politeísmo da suméria, seria apenas, e somente apenas, o livro do Gênesis, coisa que, como mostrei aqui, é um argumento sem pé nem cabeça, nem corpo, nem alma, nem nada… simplesmente não é argumento, só uma compilação de fraudes.

Bom… foi divertido.

Anúncios

20 Respostas para “A Bíblia veio do politeísmo da suméria?

  1. Andreas agosto 19, 2013 às 3:31 pm

    Parabéns pela refutação! Tem muita gente que assistiu o vídeo e disse “NOSSA FAZ SENTIDO, AS PESSOAS NÃO SABEM DISSO, DESCOBERTA DO SÉCULO”. É muito triste. Eu particularmente parei de assistir o vídeo na hora que ele disse que a proibição de Deus ao culto à outros deuses prova que eles acreditavam que os outros deuses existiam e blabla QUE? Olha o tamanho do absurdo. A bíblia nos aponta justamente o contrário, a proibição das coisas esotéricas que nos levam ao engano, justamente por serem falsas, ou conduzidas por satanás… Olha o absurdo da comparação que ele fez… Bom, você mesmo já disse. Mas que bom que você já fez a refutação! Abraço!

    • PedroFBA agosto 19, 2013 às 8:18 pm

      Muito obrigado pela consideração!

      Realmente você tem razão, o ateuinforma utiliza-se de recursos parcos e malabarismos lógicos para confundir a mente de quem assiste aos seus vídeos, e ele faz isso porque sabe que assim ele irá obter mais atenção, mesmo que seja atenção negativa. Desse modo, primeiro ele solta as cachorras em cima da bíblia e dos religiosos, e depois quando alguém o critica ele irá simular vitimismo ou dizer que a pessoa na verdade não entendeu direito o que ele disse.

      Enfim… são as mesmas besteiras de sempre…

      Abraços, e até mais.

      • Joao outubro 25, 2014 às 12:55 am

        caro PEDRO FBA, eu coloquei la embaixo as minhas considerações a respeito do comentari do “ateu”.que ao contrario de vc. ELE MOSTROU uma parte dos livros e sitou nomes de conceituados pesquisadores e VC? se baseia em que? na fé? se sua mãe fosse estuprada vc iria se basear na fé para denunciar os estupradores ou teria que apresentar provas a policia de sua denuncia? eu sou um pesquisador serio e vc é apenas um reliogo cego que paga dizimo a um pastor pra ler a biblia pra vc ou vc tem base para argumentar alguma coisa? leia la embaixo.

      • PedroFBA outubro 27, 2014 às 10:21 am

        Você escreve como um bebezão manhoso que não quer que os outros acreditem no que você não acredita. “Manhêêê!!! Faz ele parar de acreditar em Deus que eu não góóóóóóstuuuuuuuu!!! (esperneios e choradeiras)”.

        No mais, também é bom umas aulinhas de português, pra variar.

    • Raphael dezembro 22, 2013 às 12:07 am

      Não gostei do vídeo e do jeito como ele fala, mas não acho um absurdo, absurdo é Andreas é dizer algo como “falso ou conduzido por satanás” porque simplesmente te disseram isso e sem pesquisar nada a respeito as pessoas saem replicando isso. Acho que tudo deve ser separado, o que é interessante do que não é, do que é “verdade” e do que não é, ele por exemplo fala algo muito interessante a respeito da idade do “universo” ou terra, que segundo a bíblia tem 6000 anos e também a respeito da monolatria (não sei ao certo se esse é o termo que eu conhecia) que acontece (segundo historiadores) durante séculos com várias religiões para estas serem adaptadas, o que faz muito sentido para mim. É triste sim ver as pessoas dizendo: Isso é do demônio! isso é de Deus! e isso é do demônio! Não conhecem, nunca viram, nunca leram mas é porque é do demônio! Afinal foi o padre lá da igreja que falou ou foi o pastor que falou, mas só pode estar certo, afinal porque ele iria mentir. Você não concorda Andreas que seria uma ótima estratégia digamos alguem que tenha sido expulso da igreja como um religioso, padre, pastor, seja lá quem for, queira criar uma religião, falar para as pessoas que acreditavam, no caso em vários deuses (politeísmo), que os deuses que eles acreditavam eram falsos ou que eram criações do demônio? Você não acha que quando alguem fala mal de algo isso pode fazer você se afastar do mesmo, caso você acredite? Eu acho uma ótima estratégia, principalmente antigamente mas tambem ainda hoje, para incorporar muitas pessoas a sua religião.

  2. Ghost Six setembro 17, 2013 às 2:56 am

    Sensacional! Parabéns!

  3. rafael julho 2, 2014 às 5:44 pm

    Eeehh…..Não me convenceu de muita coisa não, mas valeu pela intenção. Mesmo que nem precisa-se de plágio para se duvidar da bíblia, apenas de ela ser extremamente contraditória já gera bastante dúvidas.

    • PedroFBA outubro 27, 2014 às 9:24 am

      Pessoas eruditíssimas passam décadas estudando a Bíblia e as relações entre suas escrituras, e nenhuma delas aponta grandes contradições nela. Você, com uma única leitura, acha que encontra uma contradiçãozinha aqui e ali, e já sai dizendo que é o dono da verdade… que vergonha! Você deveria ter mais respeito para com sua própria consciência! Não vá tão baixo assim, eu sei que você pode ser mais do que um idiota, aplique-se! Seja ao menos um ateu inteligente.

  4. Rick agosto 7, 2014 às 10:44 pm

    Não acredito que tenha sido um plágio como o cara do vídeo falou, mas você é muito ingênuo ou tem medo de aceitar que foi enganado por toda sua vida. Não é necessário que as idéias sejam 100% correspondente, porque senão a religião seria a mesma, mas as semelhanças são indiscutíveis e podemos dizer, que no mínimo, muitas religiões se basearam em alguma fonte comum. Pode-se inclusive pensar que as religiões evoluíram de uma religião em comum. Fazendo uma analogia muito simples: O português das colônias de Portugal, evoluíram independentemente em cada lugar tornando-se todos distintos entre si embora com certo grau de similaridade. Amigo, não me importo se você acredita, ou não, em qualquer deus, energia, entidade, ou seja lá o que for, nem me incomodo com isso, mas de refutação aqui eu não vi nada, você apenas deu sua opinião sobre o que ele falou no vídeo, que por sinal, mais foi um ataque raivosa ressentido que uma argumentação limpa. E a sua falácia é mil vezes maior que a do cara do vídeo só pra reforçar mais uma vez (CLARO QUE COMPARANDO OS TEXTOS NA INTEGRA NÃO SERIAM IGUAIS). EX: se eu quero copiar algo hoje da realidade da china, eu não trago para o brasil como é lá, eu adapto para minha realidade, nisto vai estar incluído todos os aspectos da minha cultura. Traduzindo NÃO SERÁ A MESMA COISA (não obrigatoriamente), sabe porque eu adapto? para adequar a realidade do meu público, algo muito exótico causa mais repulsa que atração.

    • PedroFBA outubro 27, 2014 às 9:43 am

      Haver INFLUÊNCIA de uma religião sobre outra não significa que a religião influenciada seja inválida. Mesmo havendo influências de outras religiões, a ideia central do cristianismo é muito diferente do que a de qualquer outra religião. Observe que a sua afirmação é extremamente diferente da afirmação do cara do vídeo: o ateuinforma quis dizer que a Bíblia é uma CÓPIA MAL-FEITA das religiões sumérias, e eu disse que ele é um mentiroso compulsivo, cujo objetivo não é o de promover o debate de ideias mas o de eliminar uma ideia que ele simplesmente não gosta através do empilhamento de uma mentira sobre outra para inviabilizar a resposta do adversário.

      Quando você diz que a Bíblia foi copiada (ou melhor, “adaptada”) para “para adequar a realidade do meu público, algo muito exótico causa mais repulsa que atração”, você está inventando uma coisa da sua cabeça. Que tipo de objetivos alguém daquela época queria atingir com algo assim? Quer dizer que a Bíblia é produto de uma estratégia de marketing? Acreditar nesse tipo de conspiração é muito mais absurdo do que acreditar em Deus. Largue de ser retardado, e ao menos seja um ateu com alguma coisa além de peidos dentro da cabeça.

  5. Joao outubro 25, 2014 às 12:07 am

    EU NÃO SEI PORQUE VC ESTA RINDO PEDRO FBA. mesmo que o RAPAZ se auto intitula – se ateu. ELE esta coberto de razão SIM. OS DADOS QUE IREI COLOCAR AQUI SÃO DE CUNHO ACADEMICO E VC PEDRO FBA E OUTROS IGNORANTES QUE APENAS PAGAM DIZIMOS E NUNCA ESTUDARAM PORRA NENHUMA DEVEM PESQUISAR; _ FINKELSTEIN, I.; SILBERMAN, N. A. The Bible Unearthed. Archaeology’s New Vision of Ancient Israel and the Origin of Its Sacred Texts. New York: The Free Press, 2001, xii + 385 p. – ISBN 9780684869124 – Hardcover; ISBN 9780684869131 – Paperback, 2002.
    Israel Finkelstein, autor de importantes estudos no campo da arqueologia da Palestina, foi o Diretor do Instituto de Arqueologia Sonia e Marco Nadler da Universidade de Tel Aviv, Israel, de 1996 a 2002, e co-diretor das escavações de Tel Meguido. Atualmente, 2005, é o titular da Cátedra Jacob M. Alkow de Arqueologia de Israel nas Idades do Bronze e do Ferro da mesma Universidade, e acaba de ganhar o prêmio Dan David. Neil Asher Silberman foi Diretor de Interpretação Histórica do “Ename Center for Public Archaeology and Heritage Presentation”, na Bélgica e atualmente [2011] é Professor do Departamento de Antropologia da Universidade de Massachusetts- Amherst, nos Estados Unidos.
    Este envolvente livro, A Bíblia Desenterrada: Uma Nova Visão Arqueológica do Antigo Israel e da Origem de seus Textos Sagrados (no Brasil: A Bíblia Não Tinha Razão, São Paulo, A Girafa, 2003),
    ! – esta provado que TODAS as historias BIBLICAS desde a criação, patriarcas, juizes e reis, profetas, cativeiro para babilonia, reinos unificados de DAVD E SALOMÃO, as riquezas de SALOMÃO. incluindo MOISES E EXÔDO, ABRAÃO E TODOS OS OUTROS._ SÃO TUDO UMA GRANDE “FARSA” CRIADA durante o REINADO DO REI JOSIAS E PELO SUMO SACERDOTE ESDRAS E OUTROS.
    2_ estou fazendo um estudo profundo que atesta tudo isso e tem mais: JEOVA NA VERDADE É O DEUS SOL (EL) E EM ESCRITOS ANTIGOS DE UGARIT, JEOVA (EL) É ESPOSA DE ASHERA.
    3- O ANTIGO TESTAMENTO E UMA GRANDE FRAUDE COPIADA DOS MITOS BABILONICOS, ACADIANOS E SUMERIANOS.
    4 – OS ARQUELOGOS E TEOLOGOS MAIS CONCEITUADOS JA CONFIRMARAM QUE O NOVO TESTAMENTO E OS 4 EVANGELICOS SÃO; “MONTAGENS” E QUE 95% DOS FATOS RELATADOS NELES SÃO FALSOS.
    5- os evangelhos sendo 1° MARCOS, 2° JOÃO, 3° MATHEUS e 4° LUCAS, foram todos MANIPULADOS pelos BISPOS da igreja antes do cristianismo virar igreja oficial de roma. os evangelhos foram escritos 40, 50, 70 e 90 anos depois da morte de jesus.
    3 – O EVANGELHO DE marcos o mais antigo de AUTORIA DESCONHECIDA ( so o de lucas e atestada a autoria de lucas os outros foram manipulados) que : JESUS era tido pelos cristão do 1 e 2 ° seculo apenas como um HOMEM. e NÃO EXISTE EM MARCOS A RESSURREIÇÃO ou qualquer mensão de anjos ou de de sua ASCENSÃO aos ceus.
    4 – JESUS só virou DIVINO no concilio de NICEIA (estude sobre o assunto)
    5 – NASCIMENTO, VIDA E MORTE DE JESUS e na verdade uma grande montagem. NÃO EXISTE NENHUMA PROVA concreta sobre a existencia de JESUS e sim que houveram DIVERSAS SEITAS e VARIOS SEGMENTOS DE CRISTÃOS ( que seguiam um ungido) tinham seus escritos proprios, ou seja, EXISTIAM VARIOS CRISTOS que foi unido no concilio de niceia
    6 – EM VARIOS ESCRITOS e documentos do 1 e 2 º seculo ( epoca de marcos) JESUS era casado com MARIA MAGDALENA. ja esta comprovado que JESUS TINHA QUASE 50 ANOS na epoca de sua morte, PAULO não era cristão e sim introduziu os ensinamentos FARISAICOS em suas cartas e foi expulso.
    POR FIM, PEDRO FBA E OUTROS IGNORANTES, eu poderia ficar aqui ensinando o basico pra vcs. eu tenho todos os escritos apocrifos e aha anos venho estudando o assunto. EU E MUITOS ESTUDIOSOS SERIOS TOMARIAM A SUA CONTESTAÇÃO (PEDRO FAB) RIDICULA E PAUTADA NA FÉ SEM TER NENHUMA PROVA DO QUE ESTA DIZENDO. a farsa sobre JESUS E O DEUS (EL) JA CAIRAM. SO FALTA VC ESTUDAR E DEIXAR DE SER BURRO (sem ofender o animais)
    7 – SE A POLICIA TRABALHASSE EM CIMA DA “FE” E NÃO DE “FATOS” NENHUM MARGINAL SERIA PRESO, PORQUE PRA JUSTIÇA O QUE IMPORTA E O “fATO”. O FATO e que a arqueologia moderna vem mostrando que todos os cristão, mulcumanos e judeus, estão presos a mentiras criados por homens que consideravam o povo “IDIOTAS” demais. VC PEDRO FBA, esta incluido aos IDIOTAS? EU ACHO QUE SIM.

    • PedroFBA outubro 27, 2014 às 10:20 am

      Israel Finkelstein, aquele cara que ficou mais famoso pela polêmica causada do que foi bem aceito na comunidade científica? Tá serto. Um livro impregnado de objetivos políticos/ideológicos pouco serve de evidência científica. Mostre-me um historiador ou arqueólogo renomado na comunidade científica que não esteja ligado a interesses ideológicos e que concorde com as provas e conclusões apresentadas neste livro, e aí poderemos começar a discutir. Sabe como é né… é que ao contrário de você, eu não saio acreditando em tudo por fé cega. Minha fé é fundamentalmente diferente da sua.

  6. Clayton junho 16, 2015 às 7:12 pm

    Blá, blá, blá….é impressionante!, não adianta, existem pessoas que precisam desesperadamente acreditar que sua religião é única, verdadeiramente certa, absoluta, original e autentica, qualquer fato semelhante ou ideia encontrado anteriormente a sua fundação é obrigatoriamente, sem sombra de duvidas um plágio, quantos dilúvios anteriores?, quantas maneiras de dizer como surgiu os planetas, sol, o homem, alguns deles conta de maneira mais aproximada como já foi refutado pela ciência?, não!!!, e mesmo assim tem gente que continua brigando pela mentira melhor inventada, pessoalmente acho coisa de louco acreditar em um deus, que acreditava em outro, sem parar para pensar nisso!!( : ), como assim?- jesus era judeu, praticava o judaísmo, depois veio como o filho de Deus, que ele acreditava ser (já na tradução), jeová, depois passou a ser o mesmo, mais o filho e o espirito santo, os judeus o rejeitaram, até hoje ele não é nem nunca será reconhecido como o messias, ai fazem uma reunião (consílios), e determinam o que será valido, retirando o que não pegava bem, e deixando o que convinha melhor, etc…hoje acreditam em um Deus que acreditava em outro e se tornou ele mesmo , mas com as mesmas historias do outro…..enfim.

    • PedroFBA junho 20, 2015 às 12:23 pm

      Caro Clayton,

      Já faz muito tempo que eu escrevi esse texto e, embora a maioria dos meus argumentos ainda estejam de pé, eu admito que meu português era uma droga. Aliás, minha escrita nessa época foi quase que completamente influenciada pelo escritor Luciano Ayan, que se importa menos com a escrita correta do português e mais com a construção dos argumentos em seus textos (isso não é um insulto: é só uma observação, porque ninguém é obrigado a escrever certo em blogs). Meu estilo de escrita era uma cópia mal-feita do estilo do Luciano…

      Divaguei demais. Ainda tenho que responder ao seu comentário:

      1. Eu não me sinto desesperado para acreditar em nada.
      2. Se eu quiser ser um cristão de verdade, eu realmente tenho que acreditar que minha religião é “verdadeiramente certa, absoluta, original e autentica” e que as outras são falsas (mas não necessariamente plágios, como eu já disse no texto, estúpido!). É conclusão lógica e absolutamente racional, não há espaço para relativismos aqui.
      3. Se você realmente acha que Jesus era um Deus que acreditava em Outro, então, meu amigo, você é ou um retardado ou um analfabeto funcional (nesse último caso, você é uma pessoa podre de desonestidade). Não consigo arranjar outra resposta, pois o problema de interpretação está dentro da sua cabeça e não da minha.
      4. Me dê as fontes que fundamentam tudo isso que você disse sobre Jesus não ser o Messias, os “consílios” e tal.
      5. Sua escrita ainda precisa melhorar muito pra chegar a ser português de verdade.

      Por mais que eu não escreva mais nesse blog, eu ainda gosto de responder a comentários. Até mais.

  7. Jonathan Martins julho 3, 2015 às 11:12 am

    Pedro FBA, quero parabenizá-lo pelos excelentes argumentos, ótimo trabalho, faz muito tempo, mas só agora eu estou vendo; Aqueles que querem tornar a bíblia em uma literatura desacreditada usam deste artifício de retirar textos do contexto; Eu como cristão devo pregar o evangelho porque é um mandamento; agora, me pergunto qual é a motivação de alguns ateístas em criar argumentos para tentar desacreditar a bíblia, foram enviados também?? Um abraço!

    • PedroFBA julho 3, 2015 às 8:44 pm

      Muito obrigado, Jonathan!

      O problema é que os neo-ateus, na falta de acreditar em qualquer coisa que preste, acham que a única missão deles durante toda a sua porca vida nessa terra é iluminar as mentes perdidas nas trevas da religião. Nem por um segundo passa pela cabecinha deles que esse pensamento é tão estúpido quanto a crença daqueles que eles querem criticar. Digo isso analisando os fatos de acordo com a visão deles, é claro. Eu não acho que minhas crenças sejam estúpidas: a Igreja Católica resistiu por séculos à críticas de homens muito mais inteligentes e cultos.

  8. Thomas julho 16, 2015 às 4:33 pm

    Amigo, só digo uma coisa, se você tivesse nascido na Índia, você seria politeísta. Religião é algo cultural, e até mesmo geográfico. Você pode até discutir a existência de deus, agora acreditar que seu cristianismo corrupto que foi usado politicamente pelos últimos dois mil anos está acima de qualquer outra religião é algo inconcebível. Mas enfim, é difícil aceitar que você baseou toda sua vida em um mito..eu entendo.Hipótese Documentária

    • PedroFBA julho 16, 2015 às 5:58 pm

      Amigo, se eu fosse de outra religião, também seria meu dever ser racional e dizer que as outras religiões diferentes da minha são falsas. Qual é a dificuldade de entender que se você acredita e adere a uma religião, você está automaticamente excluindo as outras?

      EDIÇÃO: No mais, você é um imbecil. De onde você tirou que o fato de uma religião ser parte de uma cultura a torna falsa? Isso é pura babaquice. Não faz diferença se o cristianismo veio daqui ou de Marte, assim como não faz diferença 2 + 2 ser igual a 4 aqui ou em Marte. É tudo igual. Se é verdade é verdade em qualquer lugar.

      Se minha vida foi baseada em um mito ou não, eu tenho as minhas dúvidas (até porque, aliás, você nem pode demonstrar isso, e aliás2, você não faz a mínima ideia do que você está falando, essa sua frasezinha de efeito foi uma merda). Agora, quando eu penso que toda a sua vida foi baseada nessa sua babaquice, eu chego a ficar com pena de você.

  9. Cassio julho 23, 2015 às 5:01 pm

    Qual a utilidade da briba ?Nenhuma, ou melhor, talvez serve para ser calço de mesa!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: