Festival de Besteiras Ateístas

Uma crítica à desonestidade de certas pessoas.

O desabafo de um neo-ateu.

Essa besteira pode ser vista aqui: Livres Pensadores

Já tô de saco cheio de ateus que se acham os detentores da razão e do que é certo ou errado e ficam torrando a porra do meu saco por eu me declarar totalmente contra TODAS AS RELIGIÕES! Essas pessoas adoram, por incrível que pareça, comparar minhas atitudes com a de fundamentalistas religiosos, adoram chamar ateus como eu, que desejam ver um mundo livre de religiões, de totalitaristas, de só enxergarem preto e branco, etc…

Se você é um desses, por favor entenda: Se você não vê problemas nas religiões, é problema seu. Se você acha que essas instituições organizadas, que exploram a ingenuidade das pessoas e movimentam bilhões de reais, não são um problema pra sociedade, é problema seu!

E não há como você afirmar com certeza que a atitude correta de um ateu é simplesmente ficar na sua e cuidar somente da educação, da divulgação científica, da cultura, etc e só “puxar a orelha” dos abusos das religiões, deixando-as quietas praticamente…
Assim como eu também não posso afirmar com certeza de que o fim das religiões seria o fim dos problemas do mundo! Aliás, só sendo um completo imbecil pra se afirmar isso.
Mas o fato é que não se pode negar que seria um problema a menos, arrisco a dizer que seriam muitos problemas a menos!

Pra você que adora estufar o peito e dizer que estou sendo fundamentalista e blá blá blá, argumentando que o problema não são as religiões, mas sim as pessoas:
Então você deve seguir tua lógica e afirmar a mesma coisa com relação às máfias, à Clu Clux Clan e outras organizações que fazem um verdadeiro serviço de doutrinação e/ou lavagem cerebral em seus seguidores, certo??
Ué, o problema não são as pessoas?!

Liberdade de expressão é tudo, pessoas tem o direito de expressar suas opiniões, mas não tem o direito de espalharem mentiras, preconceitos e idéias ridículas sem serem afrontadas! Igualmente ocorre com as instituições. Principalmente com as instituições!

Sou totalmente a favor das plenas liberdades individuais.
Todo mundo tem o direito de se foder, todo mundo tem o direito de ir numa cracolândia, entupir os pulmões de drogas e morrer; assim como todo mundo tem o direito de se ir numa droga de uma igreja, se iludir, dar todo seu salário como dízimo e passar fome o resto do mês!

Só que um dos deveres do estado é cuidar pra que seus cidadãos vivam numa sociedade mais sadia, convivendo com o mínimo de riscos à sua integridade física e psíquica! Ou eu estou errado?

Oras, assim como há pontos de drogas, que oferem risco aos seus cidadãos, existem as igrejas, que igualmente oferecem riscos!
Então é dever do estado zelar pra combater e/ou diminuir ao máximo esses riscos!
E eu considero meu dever também! Qual é o problema?
Se isso pra você é ser fundamentalista e/ou totalitarista… então o melhor que você tem a fazer é sentar tua bundinha de novo numa cadeira de universidade e esperar o tempo passar, quem sabe a overdose de filosofia de merda a que foi submetido comece a perder o efeito! Sim, porque eu vejo uma grande possibilidade de esse ser seu problema: Um típico exemplar leite-com-pera, que mal tem noção da dura realidade a qual está inserido, que se deparou com algumas aulinhas de filosofia de algum professor pré-histórico católico-apostólico-romano e já acha que sabe de tudo!

Então pare de me encher o saco! Pois você sim parece estar agindo igualzinho a um religioso fundamentalista, demagogo, hipócrita e “mimizento”, que adora ficar fiscalizando os outros e condenando-os por pensar diferente de você!

E pra mim já deu, antes que os ânimos fiquem mais exaltados, um conselho: Se você é um desses ou a carapuça serviu, faça-me um favor, me esquece, me exclua da sua vida, enfim, me erre!

Obrigado!

Não, não te excluirei da minha vida, afinal, como é que se pode jogar fora uma pérola dessas? E é claro que eu já achei muito mais pérolas do mesmo lugar de onde veio essa, vai ser diversão garantida por, no mínimo, uns 5 posts.

Mas vamos ao que interessa não é? Vejam: o cara fica puto quando outros ateus o criticam e o chamam de totalitarista, porque ele é a favor da exclusão de todas as religiões do planeta. E ele diz que ainda temos que ficar no nosso canto, quietinhos, porque não é problema nosso se ele quer varrer as religiões do mundo. Ora, se ele é a favor da destruição da SUA religião, é claro que isso é problema seu, e você tem o pleno direito de querer criticar/calar um infeliz desses.

Depois de afirmar querer o mundo livre de religiões, e que estas são um grande problema no mundo, ele ainda diz que é a favor da liberdade de expressão. Mas quando alguém o critica ele não gosta.

Vai entender…

Anúncios

8 Respostas para “O desabafo de um neo-ateu.

  1. Gláucio Pigati março 17, 2012 às 7:59 pm

    Ou você é retardado, analfabeto funcional ou simplesmente está fazendo o que muito religioso fundamentalista de merda faz: distorcer o que os outros dizem ou simplesmente separar somente a parte que lhe interessa pra que faça algum sentido nessa tua cabecinha já carcomida pela droga da religião!

    Eu não fico puto nem reclamo com quem critica uma idéia minha. Criticar idéias é sadio e eu até gosto de discuti-las.
    Eu fui claro quando disse que fico puto é com gente que acha que detém a verdade absoluta e tenta impor essa verdade aos outros, seja essa gente religiosa, agnóstica, ateísta ou qualquer outra coisa.

    Vou “desenhar” pra você entender:

    Eu sou contra todo tipo de religião. Falo isso abertamente, divulgo essa idéia e apresento argumentos do porque eu considero religiões um mal para a sociedade.
    Mas eu não vou em nenhuma igreja pra calar a boca de nenhum pastor ou padre! O que eu faço, no máximo é denunciar os abusos, como o do uso indevido do dinheiro público pra construção de bíblia na praça da minha cidade, o proselitismo em escolas públicas, etc.

    Ao contrário da merda que você sugeriu aqui, que você ou algum outro religioso de merda tenha que me calar, eu não vou tentar calar um bispo ou um padre! Eu vou é tentar mostrar que as merdas que ele diz não fazem o menor sentido. Farei minha parte para alertar cada vez mais as pessoas a não cairem mais na conversinha fiada das igrejas! E isso eu posso fazer e é meu direito!

    Agora, nem você, nem o papa e nem outro ateu pode querer me impor a maneira com que eu devo ou não me comportar perante religiosos ou quaisquer outros grupos de pessoas! Ninguém tem esse direito! Aliás, tem sim: Pra isso temos as leis e a polícia!

    Deu pra entender agora??

    Ps.: Quero ver você ou qualquer outro zumbi-de-deus tentar me calar. Aliás, deixa eu lhe dizer com todas as palavras: Você é um BOSTA, um merdinha igual a outros tantos da tua laia, que se esconde atrás de um computador pra ficar vomitando suas abobrinhas, querendo aparecer. Porque não cresce e assume as coisas que faz ou fala? Comece mostrando quem você é. Babaca…

    • pedrofba março 17, 2012 às 9:06 pm

      Ah! Olhe! Um primeiro comentário estreando o meu blog! Vou deixar esse passar, só pra te dar essa honra. Mas seja mais educado da próxima vez, senão você não comenta mais aqui.

      Ou você é retardado, analfabeto funcional ou simplesmente está fazendo o que muito religioso fundamentalista de merda faz: distorcer o que os outros dizem ou simplesmente separar somente a parte que lhe interessa pra que faça algum sentido nessa tua cabecinha já carcomida pela droga da religião!

      Aqui você só me xinga, pura e simplesmente. Se quiser ter um debate sério você vai precisar de mais do que isso. Parece que você tem todo um jeito especial de tratar gente que não gosta do seu ponto de vista, não é? Bom, você já está advertido, se postar conteúde de difamação outra vez, você não posta mais.

      Eu não fico puto nem reclamo com quem critica uma idéia minha. Criticar idéias é sadio e eu até gosto de discuti-las.
      Eu fui claro quando disse que fico puto é com gente que acha que detém a verdade absoluta e tenta impor essa verdade aos outros, seja essa gente religiosa, agnóstica, ateísta ou qualquer outra coisa.

      Sério? Por que será que me xingou no primeiro parágrafo então? Afinal, o meu post foi uma crítica. E não, eu não acho que eu detenho a verdade absoluta, ou decerto você lê mentes agora?

      Vou “desenhar” pra você entender:

      Eu sou contra todo tipo de religião. Falo isso abertamente, divulgo essa idéia e apresento argumentos do porque eu considero religiões um mal para a sociedade.
      Mas eu não vou em nenhuma igreja pra calar a boca de nenhum pastor ou padre! O que eu faço, no máximo é denunciar os abusos, como o do uso indevido do dinheiro público pra construção de bíblia na praça da minha cidade, o proselitismo em escolas públicas, etc.

      A palavra “calar”, no meu post, é referente ao ato de neutralizar a opinião/argumentação de um indíviduo por meio de refutação. Você, porém, não parece ter entendido. De qualquer maneira, quando você é contra uma religião, neste caso todas elas, você está automaticamente dando direito aos religiosos de ficar contra você também.

      Em relação a utilizar o dinheiro pra pregar a palavra de Deus em praça pública e escolas, não vejo problema aí. Contanto que a matéria de ensino religioso seja facultativa, e não-obrigatória. Em relação à contrução na praça pública, a cidade só está dando valor à sua cultura, e isso não oferece nenhuma vantagem por parte do cristianismo, ou desvantagem por parte do ateísmo.Você teria que demonstrar que o estado não está sendo neutro em relação à religião.

      Ao contrário da merda que você sugeriu aqui, que você ou algum outro religioso de merda tenha que me calar, eu não vou tentar calar um bispo ou um padre! Eu vou é tentar mostrar que as merdas que ele diz não fazem o menor sentido. Farei minha parte para alertar cada vez mais as pessoas a não cairem mais na conversinha fiada das igrejas! E isso eu posso fazer e é meu direito!

      Sobre o “calar”, isso já foi respondido acima. Do resto, digo o mesmo para você.

      Agora, nem você, nem o papa e nem outro ateu pode querer me impor a maneira com que eu devo ou não me comportar perante religiosos ou quaisquer outros grupos de pessoas! Ninguém tem esse direito! Aliás, tem sim: Pra isso temos as leis e a polícia!

      Ok. Comporte-se como quiser, isso não muda minha opinião em relação à sua desonestidade.

      Deu pra entender agora??

      Ps.: Quero ver você ou qualquer outro zumbi-de-deus tentar me calar. Aliás, deixa eu lhe dizer com todas as palavras: Você é um BOSTA, um merdinha igual a outros tantos da tua laia, que se esconde atrás de um computador pra ficar vomitando suas abobrinhas, querendo aparecer. Porque não cresce e assume as coisas que faz ou fala? Comece mostrando quem você é. Babaca…

      Vejam como os neo-ateus surtam quando alguém contraria eles! Respeito é o mínimo exigido aqui, e eu não vou aceitar mais comentários difamatórios como o seu, e que isso fique bem claro!

      Você fala como um pirralho…

      Tenha um bom dia! – PedroFBA.

      • Gláucio Pigati março 17, 2012 às 9:25 pm

        Nossa cara, ainda bem que explicou o que quis dizer com “calar” alguém… Se esquivou bem hein…? rsrs

        Ah… tadinho. Desculpa então se eu te ofendi quando sugeri aquelas coisas horríveis a teu respeito… Afinal, se alguém começar a pegar textos seus, postar em outro blog com o intuito de ridicularizar e/ou aparecer pros amiguinhos, você nem vai ficar puto né, porque você é um “santo”… Né?

        Bom, quanto a você achar que não há problema em se gastar dinheiro público com assuntos religiosos, você diz isso no caso de o objeto religioso for referente à tua religião.
        Como você reagiria se construíssem uma imagem do profeta Maomé na entrada da tua cidade? Como reagiria se do lado dos crucifixos fossem colocados símbolos pagãos, judeus ou budistas? Como reagiria se fosse ensinado fundamentos do corão aos seus filhos na escola?

        Tenha um bom dia você também.

      • pedrofba março 17, 2012 às 6:44 pm

        Afinal, se alguém começar a pegar textos seus, postar em outro blog com o intuito de ridicularizar e/ou aparecer pros amiguinhos, você nem vai ficar puto né, porque você é um “santo”… Né?

        Claro, porque você deve ler a minha mente pra isso não é? Eu não fico ofendidinho só porque alguém criticou ou ridicularizou o meu post, muito menos xingo a pessoa, como você fez. Nesse caso, eu convido a pessoa para um debate, para discutirmos se a crítica dela ao meu post é válida ou não, desonesta ou não.

        Bom, quanto a você achar que não há problema em se gastar dinheiro público com assuntos religiosos, você diz isso no caso de o objeto religioso for referente à tua religião.
        Como você reagiria se construíssem uma imagem do profeta Maomé na entrada da tua cidade? Como reagiria se do lado dos crucifixos fossem colocados símbolos pagãos, judeus ou budistas? Como reagiria se fosse ensinado fundamentos do corão aos seus filhos na escola?

        Não reagiria, pois não tem problema pra mim. Exceto pelo ensino religioso ao meu filho, que, como eu disse antes, deve ser facultativo e não-obrigatório, para que então eu mesmo possa escolher se meu filho faz ensino religioso ou não. Eu mesmo ensino meus valores aos meus filhos.

        Aliás, o que te fez achar meu blog (que está ainda em seus primórdios) em um intervalo de tempo tão curto em relação à hora em que eu postei minha crítica à você e à hora em que você deixou seu comentário? Será que você mesmo desconfia tanto de seu post a ponto de verificar toda hora na internet se alguém citou ele para uma crítica ou não?

  2. Gláucio Pigati março 17, 2012 às 8:24 pm

    Imagina se eu me daria ao trabalho de ficar “fiscalizando” o que dizem sobre o que eu posto lá no blog da LP. O próprio WordPress foi quem me avisou que você havia copiado e colado o meu texto aqui, então eu vim conferir do que se tratava. Pois é, então saiba que isso acontece sempre que copiar e colar postagens dentro dessa plataforma “bloguística”… Nem eu sabia… kkk!

    E cara, de novo, eu não fiquei ofendido devido a tua “crítica” ao meu post… Quantas vezes tenho que explicar?
    Só fiquei é puto mesmo por você pegar o texto e tentar ridiculalizá-lo pra se fazer de fodão pros seus amiguinhos teístas… Ou vai me convencer de que não é isso que você tem a intenção de fazer aqui? rs

    Oras, porque simplesmente não cria um texto seu, argumentando sobre o porque suas crenças são válidas, sobre o porque a religião é benéfica e/ou necessária, etc…? Aí você me convida pra debatermos tais idéias. Terei um enorme prazer em participar.

    • pedrofba março 17, 2012 às 9:33 pm

      Acontece que o objetivo do blog é denunciar erros e desonestidades por parte de ateus, e este já está definido. Agora, o MEU objetivo não é agradar ninguém, mas oferecer entretenimento a mim mesmo, detectando as desonestidades, e ocupando uma pequena fração do enorme tempo livre que tenho agora. Se alguém gostar, tudo bem, e se não gostar, também está tudo bem. E eu também não viso atingir popularidade com esse blog, prova disso é que eu nem pretendo fazer propaganda. Quem vier aqui pra ler o conteúdo, vai vir porque quer, e vai ler porque quer.

      Quem sabe, jutiça seja feita, eu até aponte alguns erros e desonestidades teístas também. Além do mais, eu já estava prevendo o aborrecimento de alguns blogueiros quando criei o blog ontem. Se esse blog um dia ficar um pouquinho popular (o que eu não espero que seja um futuro próximo), eu vou ter que ter muita paciência e tempo livre pra rebater todos os ataques neo-ateus que virão até minha direção.

      E mais uma vez, criticar não é ridicularizar.

      • Gláucio Pigati março 17, 2012 às 11:08 pm

        Hahaha… Denunciar a quem? Ao Vaticano, ao papa? rs

        Você deve achar que nós, que criticamos, questionamos e até ridicularizamos as suas crenças religiosas somos a pior espécie de gente não é? Deve achar que estamos cometendo algum crime não é? Hahaha… “Ui… esses “neo-ateus” são uns fanáticos! Vamos denunciá-los por formação de quadrilha, por atentado à nossa fé, por questionarem as nossas crenças, por ofenderem ao senhor “gezuis” e mimimimi”…

        Cara, na boa. Eu só perdi meu tempo aqui por curiosidade e, como já expliquei várias vezes, caí aqui por você ter copiado o meu texto. Argumentos que são bons, não vi nenhum. Somente a tentativa de nivelar tudo, de relativisar as coisas, aliás como é o “modus operandi” de todo bom e velho religioso…

        Pode tentar dizer que pratico as mesmas coisas as quais eu condeno e repudio… Fique à vontade. Só tente entender o seguinte, só tente enfiar uma coisa na tua cabeça, caro teísta:
        Não sou eu quem afirmo saber, com base em absolutamente nada, como o mundo foi feito, quem o criou, com qual objetivo, como devemos nos comportar perante ao “criador” e para onde vamos se nos comportarmos ou se não nos comportamos.
        Portanto, não sou eu quem espalha mentiras deslavadas por aí. Não sou eu quem tenta domesticar as pessoas, como ovelhinhas no pasto, com base na cultura do medo!
        Eu simplesmente reajo a elas, aliás é o que acho que todos que possuem algum grau de sanidade deveriam fazer. E isso, por si, já torna o quadro muito diferente do que aquele que você e outros adoram pintar.

        Me apresente apenas uma evidência, apenas uma provazinha da existência do teu deus ou de quaisquer outros deuses e essa discussão termina no mesmo instante!
        Afinal, quem seria eu, um relés mortal ingrato e cego, pra questionar as ordens do criador? Só que não há nada lá fora, além de estrelas, matéria, vácuo, frio, poeira de estrelas, etc…

        E você não tem nada de concreto, absolutamente nada. A não ser o fato de fazer parte de uma multidão de fanáticos, hipnotizados por uma idéia estúpida, inventada na era do bronze, por pessoas que achavam que a Terra era plana….

        E ainda tem a manha de tentar me colocar na mesma situação incoerente desses que afirmam saberem de tudo… É, seria engraçado, tamanho atentado à lucidez e à razão. Só que já parei faz tempo de achar graça disso.

        Bom, quem sabe algum dia eu volte e veja alguns argumentos. Até mais.

      • pedrofba março 18, 2012 às 12:03 am

        Você deve achar que nós, que criticamos, questionamos e até ridicularizamos as suas crenças religiosas somos a pior espécie de gente não é? Deve achar que estamos cometendo algum crime não é? Hahaha… “Ui… esses “neo-ateus” são uns fanáticos! Vamos denunciá-los por formação de quadrilha, por atentado à nossa fé, por questionarem as nossas crenças, por ofenderem ao senhor “gezuis” e mimimimi”…

        Leitura mental novamente? Generalização indevida? Não sei nem se sou digno de refutar tamanha ignorância. Até agora, você não ofereceu um argumento sequer para refutar meu post. Você direciona apenas ataques à mim, com intenção de mudar o foco da discussão. Isso não vai funcionar aqui.

        Cara, na boa. Eu só perdi meu tempo aqui por curiosidade e, como já expliquei várias vezes, caí aqui por você ter copiado o meu texto. Argumentos que são bons, não vi nenhum. Somente a tentativa de nivelar tudo, de relativisar as coisas, aliás como é o “modus operandi” de todo bom e velho religioso…

        Na verdade, eu não estou nivelando nada. Eu estou mostrando o quão baixo você, um neo-ateu, pode ser. E até agora você só provou meu ponto. O engraçado também é que refutação sua, eu não vi nenhuma. Você só fala besteiras, e não diz nada de realmente útil para uma argumentação boa.

        Pode tentar dizer que pratico as mesmas coisas as quais eu condeno e repudio… Fique à vontade. Só tente entender o seguinte, só tente enfiar uma coisa na tua cabeça, caro teísta:
        Não sou eu quem afirmo saber, com base em absolutamente nada, como o mundo foi feito, quem o criou, com qual objetivo, como devemos nos comportar perante ao “criador” e para onde vamos se nos comportarmos ou se não nos comportamos.

        Sim, vou continuar demonstrando que você age como um neo-ateu, com todo o prazer: É interessante ressaltar que existem vários argumentos teístas a favor de Deus, e argumentos até bem fortes. Mas você simplesmente parte do princípio de que todos ele são inválidos, para então depois dizer que eu tenho uma crença irracional. Você solta uma afirmação atrás da outra, e não prova nada. Enfim, eu nem sei como você chegou nesse assunto, mas eu não vou discuti-lo aqui. Meu objetivo não é argumentar a favor da existência de Deus, eu apenas estou aqui para avaliar se os textos ateístas são válidos ou não.

        Portanto, não sou eu quem espalha mentiras deslavadas por aí. Não sou eu quem tenta domesticar as pessoas, como ovelhinhas no pasto, com base na cultura do medo!
        Eu simplesmente reajo a elas, aliás é o que acho que todos que possuem algum grau de sanidade deveriam fazer. E isso, por si, já torna o quadro muito diferente do que aquele que você e outros adoram pintar.

        É bom provar as coisas às vezes não é? Você fala como se estivesse do lado da razão, mas demonstra uma atitude completamente irracional. Por que você não deixa os seus discursinhos meia-boca de lado e começa a argumentar de verdade?

        E você não tem nada de concreto, absolutamente nada. A não ser o fato de fazer parte de uma multidão de fanáticos, hipnotizados por uma idéia estúpida, inventada na era do bronze, por pessoas que achavam que a Terra era plana….

        E ainda tem a manha de tentar me colocar na mesma situação incoerente desses que afirmam saberem de tudo… É, seria engraçado, tamanho atentado à lucidez e à razão. Só que já parei faz tempo de achar graça disso.

        Bom, quem sabe algum dia eu volte e veja alguns argumentos. Até mais.

        Vamos ver: Falácia do apriorismo, leitura mental, ad hominem, generalização indevida… quantas falácias. E ainda diz que eu faço atentado à lucidez e à razão, sendo ele a pessoa a cometer falácias constantemente.

        É, quem sabe um dia você se torne mais coerente. Até lá, você não posta mais aqui.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: